3 dicas para terminar um relacionamento sem sofrer!

Terminar um namoro ou casamento pode ser uma das decisões mais difíceis que uma pessoa pode ter na vida! Para quem acredita vale até fazer uma simpatia, para deixar as coisas mais fáceis.

Afinal, envolve questões pessoais, decepções diversas, sentimentos do outro e até mesmo outras pessoas, como quem tem filhos, por exemplo.

terminando o relacionamento

E, por mais difícil que seja, terminar um relacionamento pode ser libertador e ser a solução. Para saber como sair dessa sofrendo menos, se liga nas 3 dicas a seguir:

1. Sejam honestos entre si:

Segurar uma corrente com as mãos feridas é bem doloroso, não verdade? E, por mais difícil que possa parecer, soltar essa corrente vai trazer um forte alívio, tanto para quem tenta segurar por muito tempo, quanto para a tal corrente que finalmente está livre. Quem soltou a corrente segurou as pontas até o fim.

Esta metáfora representa um casal que tenta manter um relacionamento onde não há mais reciprocidade, atenção, apenas brigas ou simplesmente descaso.

Sejam honestos com vocês mesmos e percebam que pode não estar mais valendo a pena lutar um pelo outro; ou pior, só quando um dos lados luta de verdade que não vale a pena mesmo.

Conversem bastante pessoalmente, sejam maduros, procurem não brigar e dêem prioridade aos sentimentos de cada um separadamente.

2. Não coloque a culpa no outro:

Depois da decisão de término, as fases seguintes são as de diálogo e exposição dos fatos. Nessas conversas, a ideia é expor a sua visão sobre o relacionamento, apontando o que não concorda que está levando a esse término.

Pode ser qualquer razão, mas procure NUNCA apontar o dedo para o outro e culpá-lo de algo, mesmo isso parecendo quase que impossível na hora de descarga emocional.

Entenda: A culpa nem sempre é direta, podendo ser simplesmente uma característica do outro que é diferente de você. Mas também pode ser direta, como uma traição ou algo pior.

O problema é que a culpa dá abertura para o outro apresentar soluções e contra-propostas para manter o relacionamento.

E, se o seu objetivo é realmente terminar, com determinada decisão tomada há tempos e sem esperar possíveis mudanças, isso pode dificultar muito e pesar no lado sentimental dos dois.

Sendo assim, levante os pontos sem ser rude ou indiferente e apresente sua decisão de forma objetiva, sem rodeios ou brechas.

3. Respeitem o ato do término, como deve ser feito:

Não façam nada definitivo por mensagens ou ligação, pessoalmente tudo é mais respeitoso; E pode soar clichê, mas espere o momento certo, como esperar uma briga passar e nunca fazer nada no calor do momento, pois você podem haver consequências traumatizantes; procurem conversar durante uma fase “boa” do relacionamento, de forma racional.

Claro que o momento certo é uma questão relativa, mas que se vocês souberem esperar com paciência, a recuperação sentimental e psicológica poderá ser bem mais fácil para os dois.

É, às vezes não tem jeito e o término pode ser a melhor e mais saudável escolha para o casal.

Nos casos mais difíceis, além de forte poder de decisão e paciência, a pessoa ainda pode contar com as boas energias de uma simpatia para separar casal, por exemplo, a qual para quem acredita de verdade pode deixar as coisas um pouco menos dolorosas. Ficou curioso? Clique e saiba mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *